Buscar
  • Regina Maria

Apressar a vida pra que?

Não é estranho que muitas pessoas saiam de casa todos os dias para estar em um parque, mas nunca param para sentir e olhar a beleza do lugar?

A maioria das pessoas corre, anda, fala sem parar...


A onda SLOW questiona esses apressadinhos que deixaram de curtir a vida. De experienciá-la em cada pedacinho. Ou, para dizer a palavra certa: de sentir.


O governo da Suécia inventou a expressão “viagem de boa” ao ofertar oito mil passagens de trem, no verão, para que as pessoas viajassem no ‘Slow Train’ e usufruíssem da paisagem. Isso acabou contagiando quase todo o turismo da Europa, que, também, teve que oferecer esse tipo de turismo, tamanho o sucesso da campanha. O ‘barato’ era viajar e apreciar a paisagem. Pessoas de todas as idades e classes aderiram, apenas com o intuito de sentir a natureza.


A Revista alemã Der Spiegel apoiou a ideia de que as cidades não só precisam preservar suas áreas de lazer e suas estruturas originais para dar maior qualidade de vida aos seus moradores, mas, também, diminuir o ritmo para humanizá-las. Dar tempo para que cada individuo sinta a felicidade que é viver sentindo cada acontecimento.


A palavra PROSUM surge do latim e significa “Servir”. Sua vivência é um convite a estar totalmente envolvido na experiência do aqui e agora. Através desse cuidar, desse servir, podemos humanizar nossas relações e trazer de volta o potencial contido em cada momento.


Através do tripé atenção, concentração e sensorialidade, é possível enxergar a vida de forma mais ampliada e acordar seu potencial humano para a vida.


Viaje de boa!

A paisagem dentro de você está disponível para a sua interação com a vida!


Experimente!

62 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo